quarta-feira, 2 de abril de 2014

Trilogia Protectors - 03 Noites em Fogo (Lisa Marie Rice)


"As memórias de infância de Chloe Mason consistem em estadias aparentemente intermináveis​​ em hospitais. Agora adulta e saudável, sua determinação para preencher as lacunas em seu passado a leva a seu irmão há muito perdido, Harry... Que traz o amigo e parceiro de negócios de Harry, Mike Keillor, colidindo em sua vida e seu coração.
O ex-fuzileiro naval da Força Recon, atirador e oficial da SWAT, especialista em artes marciais e dono de uma empresa de segurança bem-sucedida, Mike, pode lidar com frieza e eficiência com qualquer ameaça... até que é pego de surpresa por algo que nunca esperou: a paixão feroz e impetuosa... E o amor. Mas quando Chloe acidentalmente atravessa o caminho da máfia russa, Mike percebe que o mal está escurecendo seu mundo mais uma vez. Ele já perdeu sua família, não irá perder a mulher que o inflama, que o faz sentir inteiro. O fracasso não é uma opção."

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

Pra mim esse foi o melhor livro da série. De verdade, meninas! Quando cheguei na página 100 (de 198), comecei a diminuir a velocidade de leitura com dó de que o livro (e a série) acabassem! Mais vamos iniciar os trabalhos de hoje!

Quem está lendo os livros em ordem deve ter ficado doida com a surpresa que aparece no final do anterior (SE VOCÊ AINDA NÃO LEU O LIVRO DOIS, SUGIRO QUE NÃO CONTINUE A LEITURA DESSE POST). Pois bem, Lisa Marie caprichou na continuação. Na cena que antecede o reencontro dos irmãos, a descrição dos sentimentos de Chloe é tão detalhista que a gente fica com o peito apertado de tanta expectativa, gritando de ansiedade!

 Muito bom mesmo!!

A Chloe e o Mike se interessam um pelo outro quase que de imediato, mas a fama de mulherengo dele, a preocupação do Harry com a irmã - e outros detalhes que vão sendo contados ao longo da história - fazem com que eles se afastem num primeiro momento, mas quando a Chloe fica em perigo, diante a possibilidade de perdê-la para sempre, todo o resto perde importância e eles - finalmente - se entendem. Fofos! Muito apaixonante o romance deles.

Como pano de fundo, a autora traz uma problemática muito séria: o tráfico e a prostituição de crianças e jovens mulheres. O livro tem cenas chocantes do que - infelizmente - não é ficção. 

Boa leitura, 
V.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Trilogia Protectors - 02 Mais quente que o fogo (Lisa Marie Rice)


"O mundo a conhecia apenas como Eve... Apesar de suas canções venderem milhões, ela era um enigma, um mistério fascinante. Mas para o ex-agente Delta Force Harry Bolt, ela é um anjo cuja voz rouca e sensual, o trouxe de volta à vida após o pesadelo no Afeganistão. Nada mais importa.

Agora essa bela mulher amedrontada e desamparada caminhou até a sua porta de empresa de segurança particular, de San Diego, fugindo de algo secreto... e Harry soube imediatamente que essa é a mulher que o salvou.  Ele é a última esperança para essa sereia excitante e sem passado. Ela é cautelosa em confiar nesse duro ex-soldado que promete protegê-la. Poderia ela abrir seu coração mesmo que isso significasse por sua vida em risco?"

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

Meninas, morri com esse livro!!! Que final emocionante! Quando eu achava que a história já tinha acabado, Lisa Marie fecha o livro com chave de ouro. Chama a Leighton pra mostrar como eu fiquei: 


O livro tem cenas emocionantes e tristes, deixa a gente com o coração apertadinho, sabem? A vida do Harry não foi nada fácil e, talvez por isso, ele seja o irmão mais fechado e calado. Uma tragédia durante a infância e outra enquanto ele estava no exército, fizeram nosso mocinho criar uma barreira em torno de si e pensar, às vezes, em desistir da própria vida. Nesses momentos difíceis, ele encontrava consolo na voz e nas músicas de uma cantora misteriosa que tem o pseudônimo de Eve. Imaginem sua surpresa quando essa cantora, usando um nome falso, bate na porta da sua empresa de segurança para pedir ajuda? A partir daí a história se desenvolve, sempre emocionante. Claro que em alguns momentos eu perdi a paciência com a Ellen (eu falei que esse é o nome real da Eve?), sua indecisão e aquela história de "vou me sacrificar pra salvar todo mundo" não me convenceram, mas ainda assim o livro não perde o ritmo. 

O livro não tem cenas tão hot quanto o anterior, mas tem cenas boas e uma carga emocional muito forte, então não deixem de ler!!!
V. 

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Making Faces - Amy Harmon


"Ambrose Young era lindo. Ele era alto e musculoso, com um cabelo que tocava seus ombros e olhos que queimavam através de você, o tipo de beleza que estampava as capas de romances, e Fern Taylor saberia disso. Ela os lia desde que tinha treze anos, mas talvez porque ele era tão lindo, ele nunca foi alguém que Fern achasse que ela poderia ter ... até que ele deixou de ser bonito. Making Faces é a história de uma pequena cidade e cinco jovens que vão para a guerra, mas apenas um volta. É uma história de perda. Perda coletiva, perda individual, perda de beleza, perda de vidas, perda de identidade. É a história do amor de uma menina por um menino "quebrado", e do amor de um guerreiro ferido por uma garota normal. Esta é uma história de amizade que supera mágoa, heroísmo que desafia as definições comuns. É uma versão moderna de A Bela e a Fera, onde descobrimos que há um pouco de bela e um pouco de fera em todos nós."

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

Meninas, primeiro eu tenho uma novidade: duas "periguetes literárias" vão me ajudar escrevendo algumas resenhas aqui pro blog. Dessa forma a gente vai conseguir manter a média de pelo menos uma postagem/mês. Eu sei que ainda é pouco, mas a gente vai melhorando.

A resenha de hoje foi escrita por Camila, que ficou apaixonada e encantada por esse livro, que por sinal ganhou cinco estrelas em todos os sites de classificação literária!

--

Quando decidi fazer um “guest post” aqui no blog, parei pra pensar num livro que eu realmente quisesse indicar, que qualquer um pudesse ler, se divertir e aprender uma ou duas coisas. Apesar de não ter achado a tradução em português, decidi indicar um livro chamado Making Faces, da autora Amy Harmon. Making Faces conta a história de Fern Taylor e Ambrose Young, de amizade, amor, sofrimento, perda e de como as aparências enganam. A história se passa numa pequena cidade onde Fern, o “patinho feio”, passa seus dias sonhando com o belo Ambrose e servindo de acompanhante para seu adorável e inteligentíssimo primo Bailey, paraplégico devido a uma doença degenerativa. Entretanto, a história se desenrola após os atentados do 11 de setembro, quando Ambrose e quatro outros amigos decidem se alistar para defender e servir seu país na guerra. E como não podia faltar em todo bom livro, a tragédia ataca e somente um deles retorna. Depois de um acidente durante uma missão, quatro dos meninos morrem e Ambrose tem que retornar pra pequena cidade com a culpa de ter “levado” os amigos para a guerra com ele, tendo que aprender a lidar com a tristeza da cidade, e com os ferimento e sequelas que mudarão sua vida para sempre. Desenvolve-se então uma laço fortíssimo entre Fern, Bailey e Ambrose onde o importante não é sua aparência, mas a amizade, a compreensão, a lealdade e a vontade de viver. Making faces é um romance, com um pouco de drama, que promete levar o leitor numa jornada inesquecível, que eu garanto deixará você com um baita de um “book hangover”. 

Vale muito a pena conferir! 5+ stars!

UPDATE: Meninas, esse livro ainda não foi lançado no Brasil, Camila o comprou e leu lá na gringa. Dei uma pesquisada e não encontrei nenhuma informação sobre editoras brasileiras que tenham comprado os direitos dele... :-(
V.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Trilogia Protectors - 01 No Fogo Cruzado (Lisa Marie Rice)


"Quando o ex-SEAL Sam Reston coloca os olhos em Nicole Pearce, é desejo à primeira vista, mas quanto mais ele a conhece, mais ela o intriga. Teimosa e orgulhosa a ex-tradutora da ONU, dispõe de todo o seu tempo cuidando de seu pai, muito doente, e de sua pequena empresa de tradução, sem tempo para relacionamentos. Mas Sam é persistente e vai apresentá-la a uma paixão que ela nunca sonhou existir. Ela tenta manter distância desse homem sexy e enigmático, mas eles são forçados a ficarem juntos quando um homem misterioso ataca Nicole, exigindo informações. Sam salva sua vida e começa a protegê-la, mas uma nova reviravolta no caso pode por tudo a perder..."


¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•


Essa série não poderia ter um nome melhor. Os três mocinhos (sim, eu já li a trilogia toda!) são extremamente protetores e geniosos, no estilo tudo-de-bom-gostoso-e-hot que a gente adora!

Em "No fogo cruzado", nós conhecemos os três irmãos (de coração, não de sangue) - Sam, Harry e Mike - e a infância difícil que eles tiveram, que os impulsionou a se tornarem "protectors" e a abrirem uma empresa de segurança, que trabalha - principalmente - protegendo mulheres e crianças. Sam, o protagonista da vez, faz todo estilo "macho alfa", durão e cheio de músculos, mas fica encantado com Nicole desde a primeira vez que a vê. Como ele estava trabalhando sob disfarce - com barba grande e sem tomar banho - ela nem deu bola, mas também não foi só por isso. Nicole estava tentado se estabelecer como tradutora na cidade de San Diego, para onde se mudou depois da doença terminal de seu pai. Seu negócio e a saúde dele tomam todo o seu tempo.

Nicole, a contra gosto, sai para jantar com Sam e a partir daí eles se envolvem numa relação hot-hot-hot. A cena é boa, viu meninas?


Claaaaaro que depois disso tem toda auto-análise por parte da Nic: "Meu Deus, eu não sou assim ... não me entrego dessa maneira ...onde eu estava com a cabeça?" e etc, mas ela se vê em meio a uma confusão que envolve terrorismo internacional e um matador de aluguel, o que faz com que ela e o Sam - morrendo de preocupação e medo de perdê-la - se aproximem mais.

Livrinho delicioso, bem estilo Lisa Marie.

Boa Leitura! 
V.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Flores na Tempestade (Laura Kinsale)



"Christian era um dos homens mais brilhantes e sedutores da alta sociedade inglesa. Um libertino que despertava paixões avassaladoras até que um trágico ataque o condena a um mundo de silêncio, sombras e de loucura. Christian perde a capacidade de falar e a família coloca-o num sanatório, crente de que perdeu a razão. 

Maddy, de nascimento modesto e com uma alma simples e generosa, fica presa a este homem que lhe desperta sensações novas. Um homem que oscila entre a raiva e a frustração de estar preso ao silêncio, que a repele, mas que necessita da sua atenção e do seu carinho para o tirar daquele tormento solitário. A amizade que nasce entre os dois transforma-se num amor arrebatador. Fonte de necessidade, desejo … e de uma paixão redentora.

Laura Kinsale, autora best-seller americana, traz-nos um dos romances de amor mais belos e originais que jamais se escreveu. Uma história apaixonante e inesquecível que se converteu numa das novelas românticas mais elogiadas pela crítica e pelo público em todo o mundo.".

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•



O livro é muito bom!! Não é a toa que está em todas os rankings de melhores romances dos EUA.

O Duque de Jervaulx é o típico mocinho dos romances históricos que a gente adora: tudo-de-bom-gostoso-e-hot, poderoso e sedutor, mas nosso libertino convicto vê sua vida desabar quando sofre uma espécie de AVC, o que faz com que ele perca a fala e seja colocado num sanatório pela família. 

Maddy é uma mocinha que desperta sentimentos contraditórios em mim. Nascida em uma família simples e religiosa, por vezes me incomodava a falta excessiva de vaidade que ela tinha, mas logo em seguida ela se transformava, para mim, naquela amiga que a gente quer levar para o salão porque sabe que, com um corte no cabelo e um blushzinho no rosto, vai ficar um arraso!

Não é uma leitura leve, principalmente por parte da história se passa em um hospital psiquiátrico, retratando de forma fiel a maneira como esses pacientes eram vistos e tratados nesses hospitais e pelas famílias/sociedade, que os colocavam lá como forma de se livrar do problema. Temas como a loucura e a violência que, por vezes, nosso mocinho sofreu, são frequentes até mais da metade do livro, mas está longe de ser um enredo desagradável. Muito pelo contrário! Eu já estava agoniada esperando nossos mocinhos se entenderem, torcendo e vibrando a cada página! 

É de doer o coração ver o nosso mocinho tão fragilizado pelas suas condições de saúde, mas ao mesmo tempo vamos percebemos - pouco a pouco - a recuperação dele e como a companhia de Maddy é fundamental para tal. Novos eventos vão acontecendo, ora os deixando mais próximos, ora os separando mais ainda. Sabe quando acontece alguma coisa e você fica com o coração apertadinho, pensando "isso não devia ter acontecido agora" ou "Meu Deus, por que ele(a) fez isso"?

As palavras de Jervaulx na Assembleia me emocionaram tanto que eu queria coloca-las aqui no post, mas vocês vão gostar e se emocionar muito mais se lerem no contexto da história, então corram para procurar o livro no google (porque ele nunca foi publicado no Brasil e está esgotado em Portugal) e devorem-no!!!

Boa leitura,
V.