sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Série Undeniable 02 - Unbeautifully (Madeline Sheehan)


"Danielle ‘Danny’ West é a filha de Deuce, Presidente da Hell’s Horsemen Motorcycle Club. Uma menina doce e bonita, ela perde seu caminho em busca de coisas que estão sempre fora de seu alcance . Erik ‘Ripper’ Jacobs é o Sargento de Armas do Hell’s Horsemen. Para quem sempre tinha um sorriso no rosto, a vida deu uma guinada para pior quando uma tragédia se abateu sobre ele, deixando-o cheio de cicatrizes. Durante uma noite de verão, os caminhos de Danny e Ripper vão se cruzar, mudando para sempre as suas vidas. Em uma jornada marcada por feiura e caos, Danny e Ripper devem descobrir se seu relacionamento inesperado pode encontrar a beleza em seu mundo.
Esta é a história de Danny e Ripper. Tudo tem beleza. Até mesmo o feio. Especialmente o feio. Porque sem feio, não haveria beleza."

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

01. Undeniable – Eva e Deuce
02. Unbeautifully – Danny e Ripper
03.Unattainable – Tegen e Cage
04. Unbeloved– Dorothy e Jace
05. Undeserving– Deborah e Preacher
06.Undying – não lançado


Primeira frase do livro: “Colocando um par de óculos de sol, eu saí do clube para o meio-dia brilhante de Montana“.
Se você gostou do livro 01 da série, que foi cheio de drama e sofrimento, vai gostar desse também. A diferença é que a história de Unbeautifully é um pouco mais leve, talvez esse seja o motivo da leitura fluir mais fácil. Gostei bastante do livro!

Os personagens principais são a  Danny, que como a gente lembra é filha do Deuce, do livro 01, e o Ripper, que acabou sendo muito ferido e ficando com cicatrizes pelo corpo todo, após o confronto com o louco do Frankie, também no livro 01. O fato dele ter muitas cicatrizes e pelo corpo todo, faz com que ele se sinta – além de feio – meio sujo, meio “desmerecedor” da Danny. A leitura da série na ordem correta vai ser fundamental para a gente entender os conflitos internos e as relações entre os personagens, OK?

Danny e Ripper são um casal super fofo! O que me incomoda é que ela tem apenas 18 anos e ele é treze anos mais velho. Reparem, não é a diferença de idade o problema, é o fato dela ter só 18. Não sei, ela acabou de sair do colégio, pra mim não é muito crível ela falar de amor de forma tão definitiva ... mas o bom é que alguns anos passam logo antes da metade do livro.

Quando eles começam a se envolver, Ripper fica naquele dilema entre contar ao Deuce, que ele imagina que não vai ter uma repercussão positiva ou esperar as coisas melhorarem no clube antes de deixar todo mundo saber sobre a relação dele com a Danny. O problema é que, quando as coisas se complicam, Ripper acha que ele não está fazendo bem para nossa mocinha e que o melhor é ficar longe dela (#Raiva toda vez que algum personagem faz isso). Danny acaba entrando em depressão e quem a ajuda a sair dela é um outro motoqueiro do clube: o ZZ. Uma coisa acaba levando a outra e, tempos depois eles começam a namorar. Bem feito! Por mais que, em todos os momentos do livro a gente queira que Danny e Ripper fiquem juntos, eu gostei muito quando ela e o Z começaram a namorar! Quando o Ripper fica sabendo, louco de ciúmes, resolve voltar para o clube e o enredo se desenrola a partir daí.

Eu gostei muito da história, é doce sem ser melosa demais, é muito hot e os personagens são bem construídos. Um coisa, no entanto, me incomodou bastante. Muito mesmo. De verdade, eu pulei essa parte na hora da leitura. SPOILER ALERT (se você quiser ler, selecione o espaço entre asteriscos). * No final do livro, a Danny é sequestrada pela irmã de um dos inimigos do clube e, depois que ela é salva, os motoqueiros do Hell’s Horseman resolvem promover um estupro coletivo. Algumas coisas não são aceitáveis de forma alguma, nem na ficção. E a cena, se saísse da história, não traria nenhum prejuízo ao enredo, pelo contrário. *


sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Série I-Team 01 - Extreme Exposure (Pamela Clare)


"Faz muito tempo desde que o pai de seu filho terminou com ela, e desde então, Kara McMillan manteve os homens afastados - embora todos os dias ela sonhe com o toque de um amante. Mas para conseguir isso, a jornalista durona deve tornar-se vulnerável - um sentimento que ela jurou nunca se permitir ter novamente.

Com boa aparência, charme e poder, o senador Reece Sheridan poderia ter praticamente a mulher que ele quisesse, mas ele está interessado em apenas uma: essa repórter investigativa valente, que tem uma sensualidade que ele desperta todos os desejos dele. Se ela é tão durona no trabalho, ele imagina o quão ardente ela deve ser na cama ...

Um escândalo político e súbitas tentativas contra a vida de Kara poderiam distanciá-los ou a adversidade poderia atraí-los para uma relação ainda mais intensa”.

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

01. Extreme Exposure – Kara e Reece
02. Hard Evidence – Tessa e Julian
03.Unlawful Contact – Sophie e Marc
04. Naked Edge – Katherine e Gabriel
05. Breaking Point – Natalie e Zach
06.Striking Distance – Laura e Javier
07. Seduction Game – não lançado

Primeira frase do livro: “Kara McMillan ia matar sua melhor amiga!“

Oba! Mais uma autora nova que arrasa! Nunca tinha lido nada da Pamela Clare e a-d-o-r-e-i o primeiro livro da série I-Team! A série já tem seis livros lançados e um saindo do forno... é muito livrinho para minha lista to-read. Único problema: não encontrei nenhuma versão em português... L

Kara é uma jornalista durona, daquelas que deixam o entrevistado nervoso antes de conversar com ela. No entanto, em sua vida pessoal, ela é uma mãe solteira dedicada e uma mulher carente. Há cinco anos, quando descobriu que estava grávida, depois de se negar a fazer um aborto, Kara foi abandonada pelo namorado, que ela criou sozinha e sem nenhum contato com o pai dele (que aliás, a gente só vai descobrir quem é no meio da historia). A melhor amiga de Kara (aquela que ela ia “matar” na primeira frase do livro), consegue convencer nossa mocinha a ter uma noite de diversão e é nessa casa de shows que ela encontra o Reece, ou senador Reece Sheridan, o mesmo que ela tinha entrevistado por telefone alguns dias antes. Eles começam a conversar e, três margaritas depois, ela está tão à vontade que pergunta ao senador se ele gosta de fazer sexo oral nas mulheres. Meninas, eu ri com a nossa mocinha – ligeiramente “alta“ – e sem um pingo de inibição. Claro que no outro dia ela vai morrer de vergonha!

O Reece fica encantado por ela, que coloca vários empecilhos para vê-lo, porque ela não quer se envolver, não quer complicações e mimimi-whiskas-peito-de-peru-defumado-com-nuggets-crocantes, mas ele não desiste e os dois protagonizam váaaarias cenas hot! Mas nem tudo são flores. A Kara começa a investigar uma denúncia sobre envenenamento do solo (e de lençóis freáticos) por parte de uma empresa e, por conta disso, acaba sendo ameaçada seriamente. Claro que o nosso mocinho vai fazer de tudo para protegê-la, mas muitas surpresas vão acontecer nesse interim.


Algo muito legal nesse livro é que, além do romance do casal principal, a gente é apresentado às outras repórteres que, provavelmente, são as protagonistas dos próximos livros. Me deixou com muita vontade de ler a história da Tess, que é a próxima!


quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

MELHORES DO ANO


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Série Chaos 01 - Own the Wind (Kristen Ashley)


"Tabitha Allen cresceu no meio do Chaos - o Chaos Motorcycle Club. Seu pai é o líder Chaos, e o clube sempre protegerau suas costas. Mas, um motoqueiro era diferente desde o início. Quando Tabby estava correndo selvagem, Shy Cage estava lá. Quando a tragédia destruiu sua vida, ele a ajudou a remendá-la de volta. E agora, Tabby está pensando em muito mais do que amizade...
Tabby é tudo que Shy sempre quis, mas tudo o que ele acha que não pode ter. Ela é linda, inteligente, e como a filha de seu amigo, intocável. Shy nunca esperou mais do que amizade, então quando Tabby indica que ela quer mais - muito mais - ele se sente como o homem mais sortudo do mundo. Mas até mesmo os homens de sorte podem quebrar e queimar ...."

¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

01. Own the Wind – Tabby e Shy.
02. Fire Inside – Lanie e Hop.
03. Ride Steady – Clarissa e Joker.
04. Walk Through Fire – Millie e High.


O livro começa assim: “Seu celular tocou e Parker 'Shy' Cage abriu os olhos”.

Agora é oficial. Kristen Ashley é minha diva!!!

Quem leu Motorcycle Man teve um gostinho do que seria esse livro, o primeiro da série Chaos, que é uma espécie de spin-off da série Dream Man. Chaos, como a gente sabe, é o Clube de Motociclistas/Oficina/TudoMaisQueSeFaçaNecessário dirigido por Tack, então é seguro dizer (embora eu ainda não os tenha lido) que todos os livros da série terão como pano de fundo o Clube.

Como a gente leu no finzinho do livro do Tack, a filha dele – Tabby – tinha uma quedinha pelo Shy, que ironicamente é chamado assim, porque não é nada tímido com as mulheres (shy=tímido, em inglês). A Tabby era uma adolescente que de vez em quando se metia em problemas e era “salva“ pelos motoqueiros do Clube. Num desses “salvamentos“, Shy resolve ensinar a ela uma lição e a Tabby fica tão chateada que acaba cortando relações com ele por quase quatro anos. É aí que ele começa a sentir falta e secretamente vai desenvolvendo sentimentos por ela. Só que, como livro complicado é muito mais legal, ela acaba ficando noiva e, uma semana antes do casamento, perde o noivo em um acidente de carro.

Depois da tragédia, eles se reaproximaram e foram construindo uma amizade muito bonita que – claro – evoluiu para um romance. Eles são muiiiiiiito fofos juntos. Sério! E têm um relacionamento pra lá de quente. Mas, a gente não pode esquecer que a Tabby é filha do Tack e que o Shy sempre teve fama de mulherengo, o que fez com que eles mantivessem o namoro escondido durante algum tempo e, quando é descoberto, eles têm que provar que eles estão juntos pra valer. E vou dizer a vocês, nosso mocinho é muito protetor (mandão, mas protetor) e eu vibrava com as respostas rápidas e certeiras que ele sempre tinha na ponta da língua para defender a Tabby!

O Shy teve uma infância muito difícil, cheia de tragédias, mas é um sobrevivente. A Tabby trouxe uma herança de sua fase aventureira: sua melhor amiga, Natalie. Ela é chata, promíscua, grossa e problemática, sem contar que usa drogas e se mete com tipos duvidosos. Em bom “baianês“, ela seria o que a gente chama de ˜pomba suja”. SPOILER ALERT: vibrei quando, depois de colocar todo mundo em risco, a Natalie recebe um belo tapa na cara, bem dado e com toda força da raiva da Tabby! Go, Tabby!


Quando o livro está quase acabando, quem aparece? A Elvira! Adoro! Sempre engraçada, sempre irônica.

Meninas, antes de vocês pedirem o livro nos comentários, tenho que avisar uma coisa. Baixei uma versão em português, mas estava tão mal traduzida que tive que procurar uma em inglês. Sério. Eu sei que os grupos que fazem as traduções, as fazem gratuita e caridosamente, mas esse precisava de uma revisão urgente. Como a autora usa muitas gírias, algumas delas foram traduzidas ao pé da letra. Por exemplo, em alguns momentos o livro trazia a expressão “banged“, que significa sexo (geralmente sexo sem compromisso) e a tradução era “bater“. Quem tiver uma tradução melhor, coloca aqui nos comentários, certo?

Vale a leitura!